Vida boa ou história linda?

vida boa

Esses dias eu fiquei sabendo de uma notícia triste que aconteceu com uma pessoa. Meu coração ficou angustiado e, imediatamente, lembrei de um texto que escrevi anos atrás quando eu também estava naquela fase de “perder as esperanças”. Você já passou por isso?

Eu já quis compartilhar antes, mas sempre desistia por ser bem pessoal. Hoje, porém, decidi publicar, para que vocês também vivam uma história linda.

Uma noite, estava desabafando com Deus como me sentia frustrada por não ter realizado, ainda, todas as coisas que eu planejei. E Ele só me respondeu assim:
“Filha, sua história é linda.”

Aquelas palavras trouxeram paz ao meu coração, mas eu não conseguia entender bem. Então orei mais uma vez e Ele me disse: “Eu estou escrevendo sua história desde o ventre da sua mãe. Eu não lhe abortei.” (para aqueles que não conhecem, minha mãe perdeu dois bebês antes de mim e a minha gravidez era de risco).

Desde muito nova, eu já tinha todos os planos traçados pra mim. E, embora eu tenha mudado algumas ideias no meio do caminho, a verdade é que as coisas não aconteceram como eu esperava e isso me deixava profundamente triste.

Escutei uma história de uma amiga esses dias. Ela contou sobre uma menina que o sonho era ser da Polícia, mas ela não tinha muitas condições para estudar e se preparar. Então, seu namorado e seu pai, começou a comprar livros e pagar cursos pra que esse sonho fosse realizado. Ela deu duro. Uma semana antes do concurso, o namorado sofreu um acidente de carro e ficou em coma. Um dia antes da prova, ele faleceu. A garota, em meio à dor, não desistiu porque dizia consigo mesma: “ele lutou tanto por mim, não posso desistir agora, farei isso por ele”. O resultado é que ela foi aprovada.

Essa história me chamou muito atenção porque ela inspira. Eu conheço muitas histórias de pessoas que tinha tudo pra dar errado, mas se posicionaram de uma forma diferente e Deus mudou a sorte.

Comecei a pensar em Abraão, José, Ester e tantos outros da Bíblia. Também lembrei de testemunhos de pessoas que venceram o câncer, por exemplo. Lembrei de pessoas que se curaram das feridas de um abuso sexual, como a Helena Tannure. Do lindo romance após uma longa espera do Éric e Leslie.

Todas essas histórias não foram de pessoas que tiveram a vida boa, mas foram histórias lindas! Que inspiram, que geram esperança! E foram lindas não pelo final delas, mas pelo começo, meio e fim, por tudo que passaram.

Costumamos ouvir testemunhos e pensar: “Que lindo!” Mas esquecemos de tudo o que as pessoas passaram pra chegar lá. Do que elas sofreram, do que esperaram.

Então comecei a entender um pouco o que Deus estava falando comigo. A minha vida não é uma vida boa, mas a minha história é linda! Essa nova visão me fez perceber que eu estava rejeitando a vida que Deus estava me dando, a história que Ele estava escrevendo. Eu estava triste porque não foi da forma que EU quis.

Comecei a compreender que as dores, perdas, traições, lutas familiares, tudo que eu vivi e não vivi também fazem parte da melhor e mais linda história que Ele poderia escrever.

Entendi que a história do outro é do outro e que eu tenho a minha própria. Que cada fase faz parte dessa história e que, AINDA que eu tenha cometido erros, Ele usará isso para cooperar, de alguma forma, pra esse propósito. Deixei de desejar “uma vida boa” (certinha sem esforço) para uma vida em que Deus me use pra inspirar outras pessoas.

Achei que isso era tudo que Deus queria me ensinar sobre este assunto naquele momento, mas lembrei quando, de repente, Ele me falou quase em voz audível: “E se os planos que eu tenho forem além dos limites que você traçou?”

Compreendi que embora eu orasse a Deus pelos sonhos dEle, eu não deixava mexer nos padrões que eu estabeleci. E eu não fazia isso consciente. Eu mal percebia isso!! Uma série de pressões de pessoas, educação, cultura e também egocentrismo contribuíram para isso sem que eu notasse. Eu não estava me entregando por completo à minha própria história.

Então resolvi me render. Não sei onde isso tudo me levar, mas sei que ainda que Ele me peça pra entregar tudo estarei vivendo a história que Ele quer, desde o ventre da minha mãe!

Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia.
Salmos 139:16

P.S.: Relendo esse texto hoje, vejo onde tudo isso me levou! Para os que conhecem minha história, o que vocês acham? 😉

 

Seu comentário é muito importante aqui :)